A arte de Roy Lichtenstein (Pop Art 1)

Share Button

Ry Lichtenstein

Pode parecer estranho, mas marketing digital e arte estão ligados na história recente da comunicação. A estratégia mais comum de divulgação na internet hoje, aproveita conceitos antigos, presentes na história da arte.

E entre os grandes nomes da história da arte, um tem destaque especial aqui pelo cuidado e criatividade na obra: Roy Fox Lichtenstein.  Seguindo a tendência da pop art, ele transforma em arte conceitos e mitos conhecidos, no seu caso, valorizou os clichês das HQs, forma de comunicação já conhecida e muito consumida na época(50’s-60’s). Surgiu daí uma linguagem única e inconfundível do artista.

Ao lado de muitos artistas fundadores do movimento e participantes do Independent Group, que seguiam  na contramão da arte moderna, Roy se destaca por aplicar nas artes um cuidado sem igual com a estética das pinturas e esculturas, apesar de utilizar uma linguagem já conhecida  para fazer arte.

A pop art valorizava o real, itens do cotidiadno transformados em arte, diferente da arte moderna, que expressava um mundo paralelo, a visão abstrata do artista. Isso não acontecia na arte pop, tudo era facilmente reconhecido e entendido, sem cair no comum. O movimento chegou a ser criticado por se aproximar da publicidade, mas atravessou os anos mostrando as qualidades e o talento de cada um dos artistas.

O impressionante na obra de Lichtenstein é a preocupação em transmitir exatamente o estilo das HQs, trabalhando com cores fortes, marcação dos contornos  e técnicas como o pontilhismo, para recriar as retículas dos quadrinhos impressos. Seu trabalho é paciente e planejado. Reparem nas referências de outros movimentos artísticos anteriores nos desenhos de Roy.

Marketing digital, Arte e Design

Mas o que a arte incrível de Roy Lichtenstein tem a ver com o marketing digital? Tem um componente importante entre esses elementos: o design. No campo do design atual, os artistas urbanos e contestadores são grandes referências visuais, oferecendo uma fonte quase inesgotável de ideias.

Mas design não é só visual. Nas últimas décadas, houve um entendimento de que design é projetar algo maior, tem participação direta na estratégia de negócios das corporações e claro, influi diretamente na publicidade e no marketing, inclusive o marketing online.

O estilo contestador da pop art e de Lichtenstein formaram um conceito forte: a importância que popular tem no consumo. A população consome o que é mais comum, mais viável. E bebendo dessa água, o marketing digital aproveita os conceitos de design thinking para planejar e identificar como as pessoas consomem produtos, serviços e conteúdos. Essa análise é o primeiro passo de uma estratégia de sucesso no marketing online e, mais especificamente, no inbound marketing.

Whaam

Estudio - crédito: Life

Crédito: Life

Mural NY

Mural aplicado Times Square - NY

BMW customizada por Lichtenstein em 1977

La cara de barcelona

GRRRRRRR

Crying girl

The red horseman

Girl with tear III

Cubist still life

Glass

Crak

Happy tears

In the car - 1963

Window

Drowning girl

Look Mickey

Roy Lichtenstein

No site da Fundação Roy Lichtenstein você encontra todas as obras do artista, incluindo obras espalhadas por museus do mundo todo e a cronologia da sua carreira.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *