O momento certo de renovar uma marca

Share Button

Já falamos aqui que o ativo mais importante de uma empresa é a marca. Não um logotipo bem desenhado e planejado, a Marca. A marca é a expressão sensorial de todo um plano de negócio, que deve estar presente em cada contato que o mercado – clientes, colaboradores e fornecedores – tem com a empresa, expressando seus valores e objetivos.

A construção de uma marca forte demanda um grande empenho. Além de investir tempo de desenvolvimento e amadurecimento, existe ainda a pesquisa e toda a aplicação da marca nos canais de contato com o mercado: vendas e marketing, estratégia de marketing digital, por exemplo. Depois da construção, vem a manutenção e expansão da visibilidade para ganhar o mercado com consistência, um trabalho duro, com resultados construídos dia a dia, desenvolvendo materiais de vendas, ações de marketing, papelaria interna, presença online com uma estratégia coesa de marketing digital. Tudo para deixar a marca bem apresentada em todos os seus pontos de contato.

Então, se construir a marca da sua empresa é tão trabalhoso e requer tanta atenção e empenho, o que o faria repensá-la? Quais motivos podem levar uma empresa a reformular o branding e ter uma nova cara para o mercado?

Repensar uma marca hoje em dia requer estudo. O acompanhamento, principalmente, dos canais onilne, a captação do seu discurso dentro de uma estratégia de marketing digital das toda a diferença.

Os motivos são muitos e frequentemente vemos casos de re-branding bem sucedidos, e mal sucedidos também. Lembra do caso do novo logotipo da americana GAP? O público reclamou e a empresa voltou à tradicional tipografia serifada. Um clássico caso de falta de pesquisa pode ser um bom exemplo de que, mudar a marca sem o planejamento adequado pode ser um tiro no próprio pé.

gap-rebrand
O clássico serifado e a tentativa de rebranding da GAP

Recentemente, a gigante Google renovou o visual da sua marca e de suas submarcas. Alegando a mudança de hábito dos internautas, a empresa mudou a tipografia e o símbolo, procurando se atualizar com a nova forma de consumir seus serviços: os dispositivos móveis.

google-rebrand
Antes e depois da marca Google

A renovação da marca pode ser sim bem sucedida, desde que sua mudança seja bem planejada, de fora para dentro, alinhando expectativas do mercado e a visão interna. Levantamos as situações mais comuns, e indicadas, para renovar uma marca já existente:

  • Renovação/modernização:

    O tempo passa, o público amadurece e novos públicos surgem. Assim como todo bem móvel, uma marca pode envelhecer e precisar se atualizar para atender os novos consumidores. Além disso, renovar a marca pode ser uma boa estratégia para melhorar a reputação da empresa para consumidores e fornecedores. Um bom estudo de mercado e a proximidade com quem compra, ajuda a reconhecer o momento da renovação.

  •  

    Expansão ou mudança de mercado:

    A empresa pode passar a atuar em novos mercados ou, simplesmente, restringir um nicho exclusivo a ser atendido. Outro motivo pode ser a aquisição de novas empresas, o que requer uma arquitetura de marca. Em qualquer um dos casos, é importante que o símbolo (logotipo) e toda a extensão da marca sejam ajustados, expressando corretamente o novo posicionamento.

  • Nova estratégia de mercado:

    Para conversar com o público certo, a marca precisa expressar os valores e o direcionamento da empresa, alinhando-se às novas estratégias do negócio. Assim como os objetivos são reavaliados constantemente, a marca precisa acompanhar as mudanças mais significativas.

A avaliação sobre a percepção da marca deve ser constante, assim como o processo de desenvolvimento da mesma. Sempre que a resposta para a dúvida “Este é o momento de renovar a marca?” for clara e objetiva, vale consultar uma empresa experiente para definir os prós e contras da renovação e decidir o melhor caminho na busca dos melhores resultados.

 

A Marca e o marketing digital

Uma agência de marketing digital é responsável por cuidar da presença online da marca do seu cliente. A marca, como principal signo de comando, deve estar à frente dessa presença, guiando a forma como vai aparecer e como vai ser divulgada no ambiente online. O discurso da marca é importante para levar a mensagem certa ao público e, além disso, fazer parte de uma estratégia para se tornar referência de mercado.

Tornar-se referência é uma das metas mais comuns nos planos de marketing digital e inbound marketing. Quando a marca chega a esse patamar, a atração de negócios é ampliada e a estratégia para transformar leads em clientes, guiando-os pelo funil de vendas, passa a funcionar melhor: está criada a máquina de vendas em uma empresa.

A partir daí, a marca renovada ganhará força, mas sempre após uma pesquisa crítica sobre como a marca é vista pelo seu público.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *